Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
ONLINE
1


Partilhe esta Página

 


Abertura do Centro
Abertura do Centro

 

Livro: XADREZ PARA TERCEIRA IDADE

Cover_front_medium

XADREZ PARA TERCEIRA IDADE

Autor: Danilo Soares Marques
Sinopse:
No Brasil, a população vivia em média 33,7 anos, em 1900, após um século, a expectativa de vida dos brasileiros aumentou para 68,6 anos e a perspectiva é de que em 20 anos, a população viva, em média, 72 anos. Mas um dado preocupante é que em 2000, a população brasileira de idosos apresentou crescimento oito vezes maior quando comparada às taxas de crescimento da população jovem e o envelhecimento da população tem como consequência o crescimento no número de pessoas que necessitam de tratamentos e cuidados maiores tanto do Estado e Municípios quanto de familiares, parentes e amigos. A qualidade de vida de pessoas na terceira idade sofre influência de muitos fatores físicos, psicológicos, culturais e sociais. Então avaliar e promover a saúde deste grupo significa organizar e pensar suas necessidades nos mais variados campos do saber, numa atuação completa visando à mente, o corpo e a alma. Neste sentido, se fazem necessários além de outras atividades, terapias ocupacionais que venham promover qualidade de vida. A reabilitação cognitiva busca resgatar e estimular o idoso nas atividades cognitivas e atuar no seu cotidiano, através de atividades que mantenham os idosos ativos melhorando sua concentração, sequencia do pensamento, atenção e a capacidade de fazer escolhas. Como por exemplo, atividades como a leitura, o jogo de xadrez, bingo, palavras cruzadas, fazendo uso de anotações, quebra cabeças, jogo da memória, caça palavras, entre outros. Portanto, o xadrez, é um importante recurso que reúne componentes educativos importantíssimos, como concentração, a paciência, a criatividade, atenção, entre outros, que podem contribuir para a qualidade de vida do idoso.

 

Edição: (1) (2013)
ISBN: 978-65-000-3314-4
Número de páginas : 106
Tópicos: Didáticos, Educação .
Palavras-chave: xadrez, terceira, idade .

Abertura do Centro

Abertura do Centro
A Abertura do Centro é uma abertura de xadrez caracterizada pelos lances:
1.e4 e5
2.d4 exd4
O próximo movimento das brancas geralmente é 3.Dxd4, que quase sempre é respondido com 3...Cc6, desenvolvendo-se com ganho de tempo devido ao ataque à Dama branca.
Esta abertura é muito antiga. Hoje em dia, é pouco jogada, pois não dá nenhuma vantagem às brancas. Mieses, Tartakower e Spielmann foram os últimos jogadores fortes que adotaram-na. Depois, Shabalov, Shirov, Adams, Judit Polgar e Morozevich estudaram-na.
O plano branco é eliminar o peão preto de 'e5' e deixar a coluna 'd' semi-aberta, mas, com a saída prematura da dama, permite o preto desenvolver seu cavalo com ganho de tempo.
Variantes principais
Após 1.e4 e5 2.d4 exd4, as principais linhas são:
  • 3.Dxd4 Cc6
    • 4.De3 (variante principal)
      • 4...Cf6
      • 4...Bb4+
      • 4...g6
  • 4.Da4 (Defesa Escandinava invertida)
  • 3.Cf3
    • 3...Bc5 (indicada por Alekhine)
    • 3...Nc6 (transpondo para Abertura Escocesa)
    • 3...Nf6 (transpondo para Defesa Petroff, Variante Steinitz)
    • 3...d6 (transpondo para Defesa Philidor)
  • 3.c3 (Gambito Dinamarquês)
  • 3.f4?! (Gambito Halasz)
O Gambito Halasz (3.f4?!) é uma jogada rara. Tem esse nome porque foi jogado pelo enxadrista húngaro György Halasz em uma partida de xadrez postal.
O Gambito Dinamarquês, em que as brancas oferecem um peão com 3.c3, é considerado uma abertura separada.
Uma ideia é recapturar o peão preto de 'd4' com 3.Cf3, mas esse lance também é raro. Agora as negras podem transpor, com segurança, para a Abertura Escocesa (com 3...Cc6), para a Defesa Petroff (com 3...Cf6), para a Defesa Philidor (com 3...d6) ou seguir a linha recomendada por Alekhine (3...Bc5 4.Cxd4 Cf6, e se 5.e5, 5...De7).
Mas a variante principal é 3.Dxd4 Cc6. Agora as brancas tem que escolher para qual casa vai recuar sua dama. 4.Da4 é considerado como uma Defesa Escandinava (1.e4 d5 2.exd4 Dxd4 3.Cc3 Da5) invertida, mas não é muito jogado. 4.De3 é a variante mais popular, pois futuramente poderá ir para 'g3', fazendo pressão sobre o peão de 'g7'. Após 4.De3, as melhores continuações para as negras são 4...Cf3, 4...g6 e 4...Bb4+.

topo