Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
ONLINE
1


Partilhe esta Página

 


CAPABLANCA VS LASKER
CAPABLANCA VS LASKER

Em. Lasker x J. R. Capablanca
Moscou -1936
01.e4 c5 2.Cf3
(O GM X. Tartakower, catalogou a Defesa Siciliana como a resposta mas viril ao insolente 1.e4.)
02. ... Cc6 3.d4 cxd4 4.Cxd4 Cf6 5.Cc3 d6 6.Be2 Bd7 7.Be3 e6 8.Dd2 a6 9.f4 Dc7 10.Cb3
(É de destacar dois aspectos importantes nesta posição: 1- O negro está se ativando rapidamente no flanco Dama, demorando o roque a espera de que o branco se decida para que flanco rocar. 2- A situação da Dama branca em d2 não corresponde com o plano típico de mobilizá-la para o flanco Rei via De1-Dg3.)
10...b5 11.Bf3 Tb8 12.Ce2
(Merece atenção definir o ataque branco através de 12.g4 e assim compensar a iniciativa negra no flanco Dama.)
12...Be7 13.0-0 0-0 14.Cg3
(Avançar o peão "g" antes de Cg3 teria sido mais enérgico e possibilitaria mais perspectivas de ataque.)
14...a5 15.Cd4 a4 16.Tae1 Tfc8 17.Tf2 Ce8 18.Cxc6
(Antes de realizar f5, Lasker elimina o Cavalo que potencialmente poderia "instalar-se" em e5, o que tornaria muito difícil o progresso do ataque branco no flanco Rei.)
18. ... Bxc6 19.f5 e5 20.Ch5 Db7 21.Bg5 f6 22.Be3 Cc7
(Lasker não pôde elaborar um plano de ataque concreto contra o Rei negro, enquanto Capablanca prepara o plano de liberação de suas peças com o movimento d5.)
23.Dd1 Td8 24.Td2 Rh8 25.a3 Tbc8
(Antes de realizar d5, Capablanca se assegurou de por suas peças nas melhores casas, incluindo o Rei em h8.)
26.Bf2 d5 27.exd5 Cxd5 28.Bxd5 Txd5
(Geralmente, nestes esquemas Sicilianos, quando o negro consegue realizar a jogada d5 sem que o branco tenha um contra jogo no flanco Rei, a iniciativa se faz evidente e permanente. A partir de agora e de maneira magistral, Capablanca converte dita iniciativa em vitória, apesar da férrea defesa de seu rival.)
29.Dg4 Bc5 30.Ted1 Bxf2+ 31.Rxf2 Tcd8 32.Txd5 Txd5 33.Txd5 Bxd5
(O peão passado da coluna do rei, a melhor coordenação das peças negras e a delicada posição do Rei branco determinam a superioridade do negro.)
34.Db4 Da7+ 35.Re2 Bc4+ 36.Rf3 Da8+ 37.Rf2 Dd8 38.Dc3 Dd1
(Penetração decisiva, que põe em evidência a pobre situação do Cavalo e do Rei brancos.)
39.Cg3 h6
(Excelente jogada; ao mesmo tempo que dá uma fuga ao Rei, obriga o branco a jogar.)
40.b3 axb3 41.cxb3 Bxb3 42.Cf1 Db1 43.g4 Bc4 44.Ce3 Dh1
(Este é o começo do canibalismo dos infantes brancos.)
45.Cxc4 Dxh2+ 46.Re1 Dg1+ 47.Rd2 Df2+ 48.Rc1 Df1+ 49.Rd2 bxc4 50.a4 Df4+ 51.Rc2 Dxg4 52.a5 Dxf5+ 53.Rc1 Df2 54.Da3 Rh7
(Um remate pacífico. Não há nada a fazer, se 55.a6 c3!, 56.Dc3 Df1+ e 57... Da6 ficando com 4 peões de vantagem.) 0-1

topo