Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
ONLINE
1


Partilhe esta Página

 


Defesa Eslava
Defesa Eslava

Defesa Eslava

Defesa Eslava
A Defesa Eslava é uma defesa de xadrez que se produz após os lances:
1.d4 d5 2.c4 c6
Apoiando seu peão-dama com 2. ..., P3BD, as negras tem o propósito de combater pelo centro como no caso de 3. ..., P3R. Mas com 2. ..., P3BD, o bispo-dama não fica interditado e assim, como veremos, é comum o desenvolvimento desse bispo a 4BR (ou 5CR) nesta linha de jogo.
Após 2. ..., P3BD as negras frequentemente aceitam o gambito no quarto lance, porque teoricamente poderão continuar a luta no centro com seu bispo em 4BR.
As brancas geralmente riam vantagem, por meio de seu P4R ou experimentando controlar o centro por outro processo qualquer.
A despeito do cedo ..., P3BD, as negras geralmente tentam liberar o jogo no fim da fase da abertura ou no início do meio-jogo, realizando o avanço ..., P4BD.
A Variante Semi-Eslava completa ..., P3BD com ..., P3R. O bispo-dama fica encerrado e é comum a tentativa de desenvolvimento via 2CD.
(a) Aceitação retardada do Gambito
1. P4D  P4D
2. P4BD  P3BD
3. C3BR  C3B
4. C3B  PXP
Aqui 4. ..., B4B parece lógico, mas após 5. PxP!, PxP; 6. D3C! as negras se encontram em dificuldades devido ao duplo ataque sobre seu pão-cavalo-dama e peão-dama.
Após 4. ..., PxP as brancas podem procurar recuperar o peão do gambito diretamente com 5. P3R, P4CD; 6. P4TD, P5C (se 6. ..., P3TD; 7. PxP, PBxP; 8. CxP etc.); 7. C2T, P3R; 8. BxP etc. Mas como, assim, o cavalo-dama ficaria fora do jogo, as brancas enveredam por outro caminho.
5. P4TD  B4B
As negras colimam seu grande sonho – o desenvolvimento do seu bispo-dama.
6. C5R
A alternativa é 6. P3R, P3R; 7. BxP, B5CD (tendo em vista um eventual P4R); 8. 0-0, 0-0; 9. D2R. Agora as negrs podem tentar impedir P4R ou aceita-lo como ivnevitável. Assim 9. ..., C5R; 10. B3D! (interessante sacrifício de peão), BxC (se 10. ..., CxC; 11. PxB!, CxPBD; 12. D2B, BxB; 13. DxB, C4D; 14. B3T com magnífico desenvolvimento pelo peão.
Ou 9. ..., B5C; 10. P3T, BxC; 11. DxB, CD2D; 12. T1D, (não P4R imediatamente, devido a ..., C3C), P4R!; 13. P5D! (se 13. PxP, CxP!) BxC; 14. PxP!, P5R!; 15. D5B, B4R!; 16. PxC, D2B! e as negras estão bem.
As brancas pretendem colocar seu bispo-rei em fianqueto. Elas recuperarão seu peão do gambito por intermédio do seu cavalo-rei.
6...CD2D
Aqui 6. ..., P3R pare plausível, mas paós 7. P3B! o bispo-dama das negras fica em situação difícil, por exemplo: 7. ..., B5CD; 8. CxP4B, 0-0; 9. B5C! P4B; 10. PxP, DxD+; 11. RxD, BxP; 12. P4R!, B3CR; 13. C5R. As brancas jogarão CxB obtendo vantagem posicional do par de bispos contra cavalo e bispo.
7. CXP4B  D2B
8. P3CR!  P4R
9. PXP  CXP
10. B4B  C3B-2D
11. B2C
As negras se desenvolveram livre e rapidamente, mas a cravação do seu cavalo promete complicações.
11...P3B
12. O-O  T1D
13. D1B!  B3R
14. C4R!
Tendo em vista que após 14. ..., BxC; 15. DxB, CxD; 16. BxD as brancas tem final muito favorável com seu par de bispos contra cavalo e bispo.
14... B5CD
15. P5T!
A posição das brancas é muito forte. Se agora 15. ..., BxC; 16. DxB, BxP??; 17. D6R+, R1B; 18. TR1D! e a pressão torna-se decisiva. Ou 15. ..., 0-0; 16. CxC, CxC; 17. C5B com pressão intensíssima.
 
(b) Semi-Eslava: Variante Clássica
1. P4D  P4D
2. P4BD  P3BD
3. C3BR  C3B
4. C3B  P3R
5. P3R  CD2D
Conta a “Stonewall” montada após 5. ..., C5R; 6. B3D, P4BR, as brancas dispõem de 7. P4CR!!
6. B3D  B3D
O conservador 6. ..., B2R permite 7. 0-0, 0-0; 8. P3CD, P3CD; 9. B2C com forte iniciativa para as brancas, por causa da forte posição agressiva do seu bispo-rei, contrastando com a passiva atitude do bispo-rei das negras.
7. O-O  O-O
8. P4R!
Vantajosamente as brancas abrem o jogo, pois se 8. ..., PxPB; 9. BxP, P4R; 10. B5CR! Com dispositivo mais agressivo.
8...PXPR
9. CXP  CXC
10. BXC  C3B
Não 10. ..., P4R?; 11. PxP, CxP; 12. CxC, BxC; 13. BxP+!, RxB; 14. D5T+ ganhando um peão.
11. B2B
Indiscutivelmente as brancas tem jogo mais livre. Observe-se que o bispo-dama ds negras ainda está encerrado.
 
(c) Semi-eslava: Variante Merano
1. P4D  P4D
2. P4BD  P3BD
3. C3BR  C3B
4. C3B  P3R
5. P3R  CD2D
6. B3D  PXP
7. BXPB  P4CD
8. B3D
As negras podem evitar o jogo complicado que se segue, jogando 8. ..., B2C; 9. P4R, P5C; 10. C4TD, P4B; 11. P5R, C4D etc.
8...P3TD
9. P4R
Após o descolorido 9. 0-0, P4B; 10. P4TD, P5C; 11. C4R, B2C, as negras ficam com jogo fácil (aliás, isto sempre acontece quando elas conseguem desenvolver satisfatoriamente o bispo-dama).
9...P4B!
10. P5R  PXP!
11. CXPC!  CXP!
Se 11. ..., PxC; 12. PxC, D3C; 13. PxP, BxP; 14. 0-0, B2C; 15. B4BR, 0-0, e o rei das negras não estaria perfeitamente seguro, devido à falta do seu PCR.
12. CXC  PXC
13. D3B
As aparências indicam as negras em séria situação, mas elas possuem um recurso engenhoso.
13..B5C+
14. R2R  TD1C
Calmamente as negras ignoram 15. C6B, que pode ser respondido com 15. ..., B2C.
15. D3C  D3D!
16. C3B  DXD
17. PTXD  B3D
18. CXP  B2D
As brancas recuperaram o peão e a posição igual. Contudo, esta variante é considerada muito complicada e perigosa para o jogador mediano.
 
(d) Semi-Eslava: Gambito Anti-Merano
1. P4D  P4D
2. P4BD  P3BD
3. C3BR  C3B
Após 3. ..., P3R as brancas podem proteger calmamente seu peão do gambito com 4. P3R – ou enveredar pela complexa alternativa 4. C3B!?, PxP; 5. P3R, P4CD; 6. P4TD, B5C; 7. B2D, P4TD; 8. PxP, BxC; 9. BxB, PxP; 10. P3CD, B2C!; 11. PxP, P5C; 12. B2C, C3BR e o poderoso das brancas é até certo ponto contrabalanceado pelos peões passados negros, na ala da dama.
4. C3B  P3R
5. B5C!?
Evitando a Variante Merano se seguiria após 5. P3R, Cd2D; 6. B3D, PxP; 7. BxP, P4CD etc.
5...PXP!?
Conduzindo a complicações perigosas, enquanto a alternativa mais calma 5. ..., CD2D transpõem para linhas mais sossegadas como a Cambridge Spring, Defesa Ortodoxa ou a Variante da Troca.
Após o último lance das negras, 6. P3R é muito passivo devido a 6. ..., P4C.
6. P4R  P4C
7. P5R  P3TR
Este e o próximo lance das negras são compulsórios.
8. B4T  P4C
9. CXPCR!  PXC
Se 9. ..., C4D; 10. CxPB!, DxB; 11. CxT etc.
10. BXPC  CD2D
 
As negras devem devolver a peça a mais e estão com um peão a menos, mas as suas perspectivas são excelentes. Assim, se 11. D3B, B2CD; 12. B2R, D3C!, 13. PxC, P4B! com esplendida posição.
11. P3CR  D4T
Boa alternativa é 11. ..., B2CD; 12. B2C, D3C; 13. PxC, P4B!; 14. PxP, BxP; 15. O-O, O-O.
12. PXC  P5C
13. C4R  B3TD!
Posição excitante em que ambos os lados tem debilidades de ataque.
 
(e) Variante ..., B4B
1. P4D  P4D
2. P4BD  P3BD
3. C3BR  C3B
4. P3R  B4B
As negras evitam as complicações da variante Merano e desenvolvem seu bispo-problema. Mas as brancas manobram para manter a iniciativa.
5. B3D  BXB
6. DXB  P3R
7. C3B  CD2D
8. O-O  B5C
Esperando – inutilmente – deter P4R. Se 8. ..., B3D; 9. P4R com maior liberdade de ação para as brancas.
9. B2D!
as brancas preparam uma armadilha: se as negras rocam imediatamente, então 10. CxP! Ganha um peão.
9...B4T
10. P4CD!  B2B
Não 10. BxP; 11. CxP!, CxC; 12. PxC, BxB; 13. PxPB!, PxP; 14. PxP; 14. CxB e as brancas estão nitidamente melhor.
11. P4R  PXPB
12. DXPB
As brancas estão mais livres.
 
(f) Variante da Troca
1. P4D  P4D
2. P4BD  P3BD
3. PXP  PXP
4. C3BD  C3BR
5. C3  C3B
6. B4B
A troca das brancas no 3º lance caracteriza a Variante – se agora 6. ..., P3R; 7. P3R, B2R e o desenvolvimento conservador das negras apresenta o inconveniente de bloquear a diagonal do bispo-dama.
6...B4B!
As negras desenvolvem seu bispo-problema, embora surjam dificuldades mais à frente.
7. P3R  P3R
8. D3C  B5CD!
E se 9. C5R, D4T! contra-ataca vigorosamente.
9. B5CD  O-O
As negras não receiam 10. BxC, pois então 10. ..., BxC+; 11. DxB, T1B!, é forte (12. D3T, TxB; 13. DxP, B6D!).
10. O-O  BXC
11. BXC  BXPC
12. BXPC  BXT
13. TXB ...
As brancas devem retomar a qualidade, com perfeita igualdade posicional.
 
Sumário: as negras têm melhores oportunidades no Merano e no Anti-Merao de Variante Semi-Eslava. A aceitação do gambito é menos recomendável para as negras, pois deixa as brancas com maior liberdade de ação.

topo